quinta-feira, 14 de abril de 2011

OS DÍZIMOS, Boa Nova Celestial

     
   Estão instituídos no Antigo Testamento das Escrituras, pois são Impostos cobrados para crescimento da sociedade organizada. O patriarca Abrãao quando chegou com sua clã no território de Salém (região próximo a Sodoma) recolheu os dízimos (impostos) ao rei Melquisedeque, vide Gênesis 14. 20  
     

       Nota: Os Sacerdotes eram os responsáveis para receber essas arrecadações tributárias dos povos nos tempos primitivos, isso porque a maioria dos povos antigos seguiam o regime político pelo sistema de governo Teocracia, do grego Teo: Deus + cracia: poder.

         Moisés, visionário com grande vontade idealista, depois de libertar os hebreus da escravidão secular no Egito, agrupou essas tribos na travessia por regiões áridas e caminhou na busca da terra idealizada em suas visões: "Canaã", onde fundou o Reino de Israel.
      E para manter essas tribos unidas no trabalho ativo que manasse leite e mel passou a organizar leis civis com caráter religioso. À classe sacerdotal cabia velar pela aplicação dessas leis, e falavam ao povo em nome de um único Deus, ou seja: eram contra o politeísmo - muitos deuses pagãos (Consultar livros bíblicos: Êxodo, Levítico e Deuteronômio)

                      O que significavam os dízimos? 
        - Recolhimento anual de arrecadações tributárias (Deuteronômio 14. 22), décima parte das riquezas que funcionavam como um "Fundo Social" para amparar os órfãos, as viúvas, os enfermos, os idosos na comunidade que estavam inabilitados para o trabalho comunitário, e até mesmo socorrer estrangeiros que, por acaso, transitavam em território hebreu e que estivessem passando por necessidades especiais (Deuteronômio 14. 28 a 29 e Deuteronômio 26 12. a 13)  


              E qual a importância religiosa do dízimo nas Escrituras do Antigo Testamento? Funcionava como um valor moral e, também um pagamento pela expiação de um pecado, uma transgressão da lei civil e religiosa (Êxodo 30. 11 a 16), conforme descreve: "E tomarás o dinheiro das expiações dos filhos de Israel e o darás ao serviço da Tenda da congregação, e será para memória diante do Senhor, para fazer expiação por vossas almas - vide livro de Números 18. 23 a 24 / Igualmente, nos tempos atuais a Justiça Civil condena socialmente infrações de réus primários em prestação de serviços comunitários e pagamento em cestas básicas.
             

         Quem eram os responsáveis para administrar a arrecadação dos dízimos?Os Sacerdotes (líderes religiosos  na comunidade). E onde se depositava os dízimos? - Na Casa do Tesouro - Era como se fosse uma casa nacional da moeda, isto é: onde se guardavam os valores tributados e que eram destinados à assistência social das comunidades hebraicas.

            Vide Escritura -"Trazei todos os dízimos à Casa do Tesouro, para que haja mantimento (recursos) em minha Casa, ou seja:Nação, comunidade - Malaquias 3. 10 /
        "Deus que criou o Universo, Senhor do Céu e da Terra não habita em templos (de pedra) feitos por mãos de homens - Atos 17. 24  E, Isaías 66. 1"
        E, sim, o Espírito de Deus habita nos homens de bem, ou seja: os corações que sentem e vivem os ideais do amor de Jesus para com o seu próximo  -primeiro Coríntios 3. 16 / João 14. 23 / Mateus 5. 16



            Jamais nas Escrituras do Antigo Testamento mencionam ensinamentos que aprovam o uso indevido dos dízimos, ou seja, contrários à ajuda social das comunidades dos povos hebreus. E caso houvesse sonegações tributárias, ou desvios dos dízimos depositados na Casa do Tesouro, e que já estavam consagrados no Altar para a obra assistencial às comunidades carentes... não haveria clemencia com o infrator. 
    O responsável da guarda do dizimo que corrompesse o real sentido do dízimo era punido com a pena de morte por apedrejamento,  vide Levítico 27. 28,29 a 33

            
Voz
QL
Clama
Intensivo Difusão Espiritualidade Evangélica – I D E
http://voz-doespirito.blogspot.com.br/




Nenhum comentário:

Postar um comentário