terça-feira, 22 de agosto de 2017

CONTRADIÇÕES DO EVANGELISMO PASTORAL





“Pela graça sois salvos, por meio da , e isso não vem de vós - é dom de Deus. Não vem de obras, para que ninguém se glorie”. (Efésios 2. 8-10)
Analisemos com discernimento: Não é QUALQUER OBRA que nos edifica com Deus, às vezes grandes projetos de obras realizadas são marcados pelo orgulho, pelo egoísmo, e até pela corrupção.
As obras que nos edificam com Deus são aquelas que Deus preparou para que andássemos nelas: as BOAS OBRAS – Efésios 2. 10; isto é, são as boas obras que visam o bem comunitário SEM os carimbos do personalismo que intencionam as recompensas e vantagens materiais para quem realiza.
Porque toda BOA OBRA e todo dom perfeito vem do Alto, descendo do Pai das Luzes, em quem não há mudança e nem sombra de variação – Tiago 1. 17. E essas boas obras é que devem brilhar em nossas vidas para que através delas Deus seja glorificado - Mateus 5. 16.
E, é por meio dessas boas obras que vamos ser justificados com Deus: "aos que fizerem o bem (boas obras) sairão para a ressurreição da vida - João 5. 29"
Agora se pergunta: "se a salvação é de graça e é dom de Deus, por que então se insiste tanto em cobrar pesados dízimos nas igrejas?"
Eles vão responder: é para "obra do Senhor". No entanto, eles esquecem que o Senhor ordenou: “Ide e pregai o evangelho, curai os enfermos, expulsai os demônios, e de graça recebestes, de GRAÇA DAI... Não possuais cobre e nem prata em vossos bolsos (Mateus 10 7, 14)”. Trabalhai não pela comida que perece, mas por aquela que permanece para a vida eterna (João 6. 27). 
E adverte o Senhor aos que agem em desacordo com os seus ensinamentos: "por que me chamais Senhor, Senhor e não fazeis o que vos digo?" - Lucas 6. 46 - Pois cobrais dízimos em nome da crença; no entanto desprazais o mais importante para o crescimento espiritual: "a misericórdia, a caridade, a justiça, a fé, ou seja: os dons da graça (Mateus 23. 23); (I Timóteo 6. 7 a 11).
                            
Aí eles contra-dizem: o Pastor tem que se alimentar, se vestir, e ter utensílios domésticos.
Então, por que os Pastores não agem como orienta “a palavra divina?” Tal qual é citada quando é pra exortar as pessoas; porque na palavra evangélica conforme registra em Atos dos Apóstolos 18. 3 que evidencia que Paulo TRABALHAVA diariamente como tecelão para se sustentar normalmente, e o mesmo ainda nos orienta: “vós mesmos sabeis como convém imitar-nos, pois nem de graça comemos o pão algum de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos PESADO a nenhum de vós – 2 Tessalonicenses 3. 7, 8”, em outras palavras: viver às custas de uma comunidade
Nesse ponto da conversação vão insistir que o dízimo tá na Bíblia.
Isso mesmo pessoal tá nas escrituras do velho testamento bíblico onde tinha a finalidade social de ajudar as pessoas carentes (BOAS OBRAS), é somente lê: “recolhimento ANUAL (por ano), da décima parte das riquezas recolhidas do campo (agropecuária) que eram destinadas a assistência daqueles que estavam incapacitados de trabalhar - enfermos, viúvas, órfãos, idosos e até mesmo ajuda a estrangeiros que necessitassem de abrigo – Deuteronômio capt 14 vers 22 e capt 26 vers12 a 13” - lei civil prescrita por Moisés
Nada para uso pessoal, particular, ou pagamentos salariais trabalhistas; e sim, com a finalidade assistencial (benefício social) de ajudar as comunidades carentes em Israel.
E assim o meio Pastoral Inseriu na evangelização moderna as normas civis do povo hebreu relacionadas ao dízimo, que funcionavam como fundo social, e a utilizam como arrecadação mensal manipulando como se fosse um mandamento no evangelho obra da redenção que “é de graça, e que tem que ser divulgada de GRAÇA”. Ou seja: SERVIÇO VOLUNTÁRIO - nada negocial. 
Que a nossa recompensa venha de Deus e não dos homens (Colossenses 3. 23, 24). Ajuntai, pois, tesouros no Céu (Mateus 6. 19)
E, eles se esquecem de dar exemplos honrados como todo cidadão comum faz para sustentar com esforço e suor a sua família, que é o trabalho assalariado nos meios legais da sociedade (2 Tessalonicense 3. 10, 11)quer seja: como carpinteiro, pescador, tecelão, pedreiro, jardineiro, professor, advogado, engenheiro, médico, comerciante, empregado, funcionário público, ou até mesmo empresário etc...
Por que a obra pastoral age como "vendilhões da graça?" Preferindo comer a gordura das ovelhas de suas igrejas. E esquecem esta outra advertência bíblica, em Ezequiel 34. 2-4 - Assim diz o Senhor: Aí dos pastores que se apascentam a si mesmos! Comeis a gordura e vos vestis da lã, e degolais o cevado, mas não apascentais as ovelhas. Porque a fraca não fortalecestes, e a doente não curastes, e a quebrada não carregastes, e a desgarrada não vigiastes, e a perdida não buscastes, porém dominais sobre elas com aspereza e sugando-lhe as forças.
Apascentar as ovelhas é dar exemplos corretos na pregação. 
vamos conscientizar os cristãos

Voz Clama
Intensivo Difusão Espiritualidade Evangélica – I D E
Voz do Espírito




domingo, 9 de julho de 2017

FORÇAS SAUDÁVEIS






     Não deixe mágoas focar no coração,

isso funciona como forças esmagadoras no ser. Não é somente o agressor que merece piedade; e sim o coração
que é digno de pulsar sob influxo de forças saudáveis que só a caridade irradia.

Voz Q Clama
Intensivo Difusão Espiritualidade Evangélica – I D E
Voz do Espírito



sexta-feira, 10 de março de 2017

PLANETA TERRA E O CORPO HUMANO





Planeta Terra, nosso mundo, morada das almas humanas que o Senhor da Vida nos concede como um educandário para a evolução de nossa alma, é uma cópia do corpo humano; ou, esse é que é uma cópia aperfeiçoada dos centros de forças da Terra.
O corpo humano tem veias onde se faz a circulação do sangue; a Terra tem os rios por onde circulam as águas.
O corpo humano é formado por mais de 70% de água; a Terra mantém a mesma proporção.

O corpo humano tem uma atmosfera que o circunda; a Terra tem sua própria atmosfera que a protege.
O corpo humano tem um coração que pulsa dentro do peito; a Terra tem uma essência ígnea que borbulha no seu âmago.
O corpo humano têm muitos meridianos por onde transitam as energias; a Terra têm seus meridianos onde circulam muitas forças.
O corpo humano têm seus centros de força; a Terra, igualmente tem suas aglomerações energéticas.

O corpo humano tem um aglomerado de poros com vários objetivos; a Terra tem os mesmos processos nas primeiras camadas que a cobrem.

Descem do mundo astral irradiações cósmicas que são filtradas pelos chacras do agregado físico; o Sol projeta sua luz em direção à Terra e seus raios filtrados emprestam vida ao planeta.

O corpo humano obedece à lei do movimento; a Terra se parar falece toda vida.
O corpo humano é saturado por um número sem conta de pequeninas vidas – as células; a Terra é formada por trilhões e trilhões de átomos.
O corpo humano é montado sobre um esqueleto ósseo; a Terra apoia todos os seus contornos em camadas de rochas.
Eis a razão de afirmarmos que a Terra é um corpo celeste idealizado pelo Criador para o desenvolvimento da vida, com a finalidade das criaturas que habitam em suas camadas evoluírem através de um corpo material formado pelas forças bio-físicas da Terra. Por isso Jesus comparou a Terra ao estrado dos pés de DeusMateus 5. 35.
 
do livro Iniciação - viagem astral, mensagem do espírito Miramez, psicografia João N Maia, editora Fonte Viva
 Voz Q Clama
Intensivo Difusão Espiritualidade Evangélica – I D E
    Voz do Espírito