sábado, 26 de maio de 2012

TRANSPESSOALIDADE - Além do Plano Carnal






    Orienta a espiritualidade: causa mais satisfação íntima no ser irradiar um pensamento saudável do que dezenas de pensamentos negativos.
       À intensidade que se interioriza sentimentos de elevação espiritual desenvolvem-se em nossa personalidade fios de luz que conectam o nosso Ser com o Plano Divino, compreende-se enfim que os patrimônios materiais são apenas reações moldadas pela inteligência criadora, onde o trabalho é um mecanismo útil que proporciona a prosperidade em todos os níveis sociais da existência.
      Caso falte alguma necessidade urgente, a criatura jamais deve desanimar na busca de atingir os seus objetivos edificantes. Não é, por exemplo, a falta de recursos econômicos que vai promover motivos para deprimir as esperanças da pessoa que confia na assistência de Deus, pois a criatura deve conscientizar-se que ela pode e deve trabalhar os tesouros imperecíveis da mente e coração, alcançando os bens eternos da alma. 
       Toda preparação e acondicionamento de idéias saudáveis para expandir com segurança a projeção mental deve focar sua atenção para o “eu interno” da criatura. O interessado tem que se conscientizar como fundamento básico do existir que não é somente uma máquina molecular, e sim um ser que comanda as emoções e aperfeiçoa os sentidos para que a mente possa interagir com a grandeza da vida universal.
        Um dos momentos que requer muita vigilância de nossos sentidos é quando estamos em repouso na intimidade doméstica, nesses instantes jamais devemos deixar a mente vazia de ideias saudáveis para não abrir espaço a pensamentos ociosos. Se por acaso estejamos desconcentrados e nesses momentos surgirem criações mentais de nível depressivo, como por exemplo: tristeza; mudança de humor para agressividade; medo; angústia; temor do futuro; dúvida ao invés de esperança; sensação de vazio, e de que algo de “bem-estar” falta no íntimo do ser...  E se não há motivos intimamente aparentes para esses sentimentos, então é necessário estudar a sua origem, só pode derivar de uma causa estranha: correntes mentais atraídas por alguma afinidade contrária e negativa
     É nesse instante que se deve acender a chama da fé em nossa subconsciência, buscar forças na oração, lê obras saudáveis, principalmente o evangelho de Jesus que funciona como uma terapia para elevar alma, buscar conforto nos salmos bíblicos, sentir a suavidade de hinos de louvor à grandeza de Deus. E com esse trabalho de desenvolvimento espiritual aprende-se que as vibrações de pensamentos positivos transformam o estado d’alma para um nível íntimo melhor.
     Outro momento que nos deixa apreensivos e suscetíveis de fragilizar a disposição psicofísica: Não é a falta de sono fisiológico, por exemplo, que vai alterar a nossa paz de espírito, e se por acaso acontecer momentos de insônia, não devemos relaxar a vigilância mental permitindo que a mente fique estacionada com imagens impuras e preocupações do dia a dia. É útil preencher esse espaço com pensamentos sãos; sugestionar-se na prece íntima vibrando com conceitos de caráter positivo; às vezes demora-se minutos e até horas para se atingir uma freqüência mental de harmonização saudável com os sentidos pulsando ativamente, até finalmente se adormecer suavemente.
   Nessa concentração contínua, através da idealização de pensamentos felizes deve-se vibrar mentalmente com todas as partes do nosso organismo, procurar focar arduamente os órgãos vitais que sustentam e expressam a atividade do Ser espiritual na vida material e desejar paz, amor, saúde para as células que compõem determinado centro de força do nosso corpo. Se possível até dirigir a palavra com fé para determinado membro do corpo. E por que não? Eis uma atitude útil e eficaz, por exemplo, um momento de integração com o nosso ser, friccionar as mãos para que elas se saturem de átomos energizados e depois as sobrepondo sobre a região que abrange o órgão do corpo que se almeja bem estar, falando com carinho, vibrando no amor: eu te desejo paz, saúde, força saudável, pois tu integras a minha existência; e, em nome de Deus, o Criador - eu te abençoo!...
 
    Claro, que, em todo trabalho de desenvolvimento espiritual para atingirmos os objetivos finais que transformam o nosso “eu” e que eleva a nossa consciência a uma estação de paz e felicidade é necessário higienizarmos o interior no qual se expressa a nossa consciência. 
       Devemos perdoar a nós mesmos; jamais nos considerar incapazes para empreender a renovação moral; gostar de nós mesmos nos animando com auto-estima; não ficar retraído na lembrança de mágoas contra as pessoas de nosso relacionamento; e se isso ocorrer vibrar pensamentos de harmonia e bem estar para essas causas que nos infelicitam. Focar sempre estes sentimentos com fé no âmago da mente: fraternidade, amor, paz, compreensão, harmonia, esperança, saúde, felicidade...

    Confiar com toda vontade interior que as atitudes saudáveis são fases que solucionam a nossa paz e equilibro diante da vida, e requer a nossa atenção nesse esforço sucessivo até o Ser se elevar na vibração mental harmoniosa.
    Ter sempre na alma e coração este sentido: a criatura deve sempre sentir que estar na presença invisível do seu Criador – D e u s.
do livro: Além do Plano Carnal 
        Abrahão Ribeiro

Voz Q Clama
Intensivo Difusão Espiritualidade Evangélica – I D E
    Voz do Espírito




domingo, 20 de maio de 2012

APRENDENDO SEMPRE - Além do Plano Carnal






      Os primeiros meses do segundo semestre de 1996 na nova agencia do BB em Foz do Iguaçu - PR foram de adaptações intensas ao novo ambiente de trabalho e, eu estava sozinho, pois os familiares não puderam vir comigo nesse momento inicial, em virtude do fechamento de ciclo das aulas do segundo semestre/1996. 
    E, às vezes ainda ficava um pouco curtindo saudades e receoso comigo mesmo se fora a melhor opção seguir a transferência; ou, também se ainda era vantajoso aderir ao Plano de Demissão Voluntária. Quando resolvo buscar orientação moral e procuro uma casa de estudos voltados à espiritualidade cristã. 


      Outubro 1996, às 19 horas me dirijo a essa comunidade, e após os estudos formou-se um fila enorme de pessoas que buscariam consolo através da palavra do médium o Sr Idalino Favassa possuidor de grandes faculdades consoladoras. Não o conhecia pessoalmente, pois era a primeira vez que visitava aquela instituição em Foz do Iguaçu.
           Quando chegou a minha vez de receber o passe magnético, o Senhor Idalino meio incorporado por forças benfeitoras invisíveis e falando de maneira bem simples o fez com espírito cristão e, abaixando-se para que somente eu pudesse ouvi-lo, me disse seguramente junto aos ouvidos: 

      - “Desde que o mundo é mundo, sempre chega um momento em que se tem que fazer mudanças na vida material, no trabalho, de região onde se mora, dos meios pessoais conhecidos. Tudo é aprendizado e se deve estar pronto para atender essas exigências do sistema social, e nem sempre a pessoa pode permanecer no seu torrão natal. Deve-se aceitar as coisas com normalidade a fim de atender as mudanças dentro do trabalho, e buscar adaptar-se às novas condições. O que parece no momento ser obstáculos é oportunidades de aprendizado, e coisas passageiras, depois tudo melhora com a boa adaptação e vem a bonança”

         Fiquei surpreendido e olhando nos olhos daquele senhor de cabelos brancos que parecia ler na psicofera da minh’alma as coisas que me afligiam, notei que ele estava concentrado na boa inspiração.
     Entendi perfeitamente a mensagem! As palavras que eu ouvi através do Sr Idalino produziram uma reflexão de orientação em minha consciência, pois ele tivera a bendita intuição daquilo que eu precisava escutar, para captar, e aquietei os meus ânimos com relação à adesão ao plano de demissão voluntária.

      Meses depois destas mudanças mais outra surpresa a Vida me reserva, e me vejo cumprindo o expediente normal de trabalho em um local muito belo e verdejante, árvores nativas cercadas de águas correntes e límpidas.
         Estava exatamente trabalhando no caixa da agencia do Banco do Brasil localizado dentro do Parque Nacional das Cataratas do Iguaçu, estado do Paraná, período que durou vários anos. E aí então nesse expediente se cumpre o sonho lúcido, ou a visão que determinou uma alteração intensa do meio ambiente em que vivia.

        Sugestões: As orientações da dimensão espiritual superior às criaturas no plano físico terrestre são favoráveis a todos que buscam essa frequência com compreensão salutar. Basta que ouçamos o nosso inconsciente que nos fala secretamente por sugestões variáveis; que paremos um pouco para reflexionar o que as pessoas bem intencionadas nos dizem francamente na construção do nosso bem; e que procuremos confiar invisivelmente na assistência providencial do Criador.
        Ninguém vive por acaso as provações da existência humana – a vida está seguramente fundamentada no propósito Divino.
Além do Plano Carnal
Abrahão Ribeiro


Voz Q Clama
Intensivo Difusão Espiritualidade Evangélica – I D E
    Voz do Espírito







sábado, 12 de maio de 2012

SENTIDOS INTUITIVOS DOS SONHOS - Além do Plano Carnal




   Primeiro trimestre de 1996 - grande reviravolta no meu local de trabalho, analistas de Brasília (DF) são convocados às pressas para fazer um estudo de redução no quadro de funcionários da agencia em que eu era lotado, 
      pois o Banco do Brasil estava caminhando nacionalmente para uma privatização e tinha que se adequar ao mercado econômico imposto pelo Governo Federal a fim de atender as exigências das privatizações dos órgãos e entidades da administração pública - cortando gastos com as folhas de empregados; enxugar a máquina; diminuir o quadro de funcionários...
      e o lema era transferir os mais antigos, para poder sugestioná-los à adesão ao Plano de Demissão Voluntária com os direitos a receber monetariamente;
    ou mesmo aposentadoria compulsória reduzida, caso estivessem encaixados num tempo de serviço mais ou menos 30 anos de contribuição junto ao INSS, porque a PREVI Caixa de Assistência do Banco faria a complementação.

  E para se adequar às exigências da privatização o Banco do Brasil tinha que diminuir o seu corpo de funcionários pela metade da sua capacidade total.

   Junho de 1996 - em minha agencia Santa Inês (MA) composta de 32 funcionários ficaram pendentes à transferência 17 funcionários, sendo eu o primeiro da lista e confesso que, naquele primeiro instante quase me revoltei com as situações que se sucediam: catalogar agencias disponíveis com vagas para gravar o pedido de alteração de localização.
   Mas, o que me conformou com essa transferência que finalizou rapidamente em agosto de 1996, era a lembrança do segundo sonho no qual o orientador sugerira: "o sul do Brasil" - http://vozqclamabr.blogspot.com.br/2012/05/voz-q-clama-sonhos-instrutivos-alem-do.html


    Rememorando o dia da viagem na qual se cumpre a mudança de trabalho do estado do Maranhão para o Paraná.

  Estava muito ansioso durante a viagem, vinha sentado no setor esquerdo da aeronave, bem ao lado da janela, e antes da grande asa. Eram mais ou menos 14 h de uma tarde brilhante de sol, céu azul límpido e sem nuvens... Estávamos nos aproximando do alcance da paisagem aérea da região de Foz do Iguaçu, quando o comandante alertou-nos através do fone interno da aeronave para contemplar o belo cenário visto por cima do Parque Nacional do Iguaçu - berçário das Cataratas do Iguaçu.
    Então redobrei a minha atenção e fiquei surpreso com o panorama visualizado! Naquele momento recordo então do sonho lúcido meses antes de se concretizar essa transferência. Até parecia, em minhas idéias, que já estivera ali antes e que estava apenas relembrando aquela admirável arte moldada pela Natureza: as árvores compondo a bela floresta, as águas correndo velozes por entres pedras, arbustos e desvios que culminam com quedas bruscas de imensos volumes d`água. As porções de água que fazem junções de igarapés, tudo reflexionei rapidamente diante da visão deslumbrante ao me aproximar do meu destino.

     Esclarecendo: muitos funcionários do Banco do Brasil, de várias regiões desse imenso Brasil, também foram enquadrados no mesmo movimento de adequação de funcionários das agencias. E em Foz do Iguaçu (PR), dezenas de colegas veteranos nas funções bancárias também viram seus nomes relacionados nos Planos e Acordos de Redução das Agencias, instituído pela Direção Geral do Banco do Brasil. Só para realçar em 1996 a agencia de Foz tinha uma dotação de 160 funcionários e, em 2 anos esse quadro ficou reduzido na sua capacidade em 50%. 
       Aquele funcionário que uma vez já tivesse aderido ao plano de transferência instituído nos acordos de redução  de pessoal, estava livre de fazê-lo pela segunda vez.

      Aqui vai um ditado popular: Deus escreve certo, apesar das linhas tortuosas das ações humanas. Se você caro leitor estiver passando algum quadro de mudança em sua vida motivada pelas alterações econômicas - não desespere! 
      Confie no Senhor Jesus!  E espere o tempo trabalhando com fé, esperança e amor no coração. Tudo passa! Somente Deus é eterno; e a vida continuará evoluindo sempre para o infinito bem.
 Além do Plano Carnal 
Abrahão Ribeiro

Voz Q Clama
Intensivo Difusão Espiritualidade Evangélica – I D E
    Voz do Espírito