quarta-feira, 24 de abril de 2013

HARMONIA - Além do Plano Carnal




     Durante a última semana do mês de novembro/2008 respirava um estado de graça com a vida, buscava idealizar no meu íntimo a suave impressão que sintonizava com a harmonia da Natureza, apreciava o verde do bosque que contorna a rua onde resido; vibrava pensamentos de paz à vizinhança; procurei o Corpo de Bombeiros local a fim de levar doações solidárias aos desabrigados pelas enchentes; almejava bênçãos divinas para os serviços de atendimento médico do Hospital que se localiza no bairro em que moro; em tudo procurava manter a vigilância do pensamento evangélico: “não te deixes vencer pelo mal; mas vença o mal com o bem.” Revivo momentos descontraídos fora do stresse do dia a dia de minhas atividades bancárias. 

             Excelência da Sabedoria Divina: "Eu amo os que me amam, e os que de madrugada me buscarem, me acharão."  
Provérbios 8. 17 - Bíblia Sagrada


                 
     Depois de dormir um sono profundo acordei por volta das 04:00 hs madrugada do dia 29/11/2008. Dirigi-me ao sofá na sala de minha casa a fim de elevar os meus sentimentos ao Poder de Deus; procurar harmonizar construtivamente minhas idéias para o dia que começava a raiar; continuar reabastecendo minhas energias psicofísicas; e aproveitar o sono gostoso do alvorecer. Respirei fundo; coloquei minha mente em atitude de prece intima, buscando sentir a presença invisível de Deus no ambiente de minha casa e também no íntimo de minha consciência; e assim concentrei-me em vibrações positivas de harmonia e paz interior.
         Estava soprando uma suave brisa que entrava pelas pequenas aberturas da janela da sala, deu até pra perceber as estrelas que cintilavam na aurora (isto porque o sofá fica bem próximo da janela, que é de vidro). Fui sentindo um relaxe suave no meu ser interior e queria compartilhar esse bem estar com a humanidade, então desejei ardentemente paz para todas as criaturas que moravam no solo catarinense, região sul do Brasil, e que estavam sofrendo os efeitos da catástrofe de chuvas intensas nas últimas semanas do mês de novembro/2008. 

       Pedi então ao Criador da Natureza que soprasse os ventos da bonança e paz da consolação espiritual aos povos catarinenses, e que no seio dessas famílias raiassem vibrações de esperança, bom ânimo para enfrentar a reconstrução de seus bens destruídos pelas enchentes.
    

     Depois de alguns minutos de reflexões sadias: fui adormecendo suavemente, senti que a minha consciência estava se projetando para além das sensações físicas, estava simplesmente em estado de flutuação mental, que serenidade o meu eu interior sentia; vibrava intimamente.
        De repente sou envolvido por imagens muito vivas, senti que fluía no plano etéreo e penetro numa espécie de túnel que girava sobre seu próprio eixo em espiral com idealizações primorosas de coordenação (é como se fosse uma via rápida que dava acesso de uma região a outra); e visualizei varias criaturas que participavam daquele concerto pacífico de imagens mentais.
        E entreguei-me confiante nas mãos de Deus; orei mentalmente o Pai Nosso que estás nos Céus! Senti que aumentava a velocidade de minha volitação (sobrevoar mentalmente pelo espaço extrafísico era agradável). Percebi intuitivamente que poderia bloquear as imagens, mudando a concentração para simplesmente retornar ao corpo físico que descansava no sofá de minha casa, mas como estava confiante na presença do Poder Divino que me amparava sutilmente, entreguei-me confiante sob a sua direção salutar. 
        
   – Oh! Que glória! Adentro uma dimensão que parecia um planalto com paisagens paradisíacas e onde despontou em um dos pontos mais belos daquele cenário um majestoso sol de luz dourada, que gradualmente cintilou os seus raios luminosos tal qual um girassol se abrindo suavemente e foi crescendo até mais ou menos cobrir a copa circular equivalente ao diâmetro de uma árvore de altura média, e que lançou no meu ser mental raios e vibrações de regozijo, de felicidade intensa. É como se um farol de amor e vitalidade saudável tivesse jorrando do alto infinito para dentro de minha consciência. Nesse momento senti um terno agradecimento a Deus, Nosso Pai Celestial! E então louvei com pensamentos de gratidão a sua Onipotência providencial! E novamente aquele sol irradia mais intensamente cintilando seu foco multicolorido de amor e felicidade sobre o meu ser em êxtase. Percebi que minh`alma estava soluçando; mas era um choro inexprimível de prazer imaterial, cheguei a sentir como se gotículas de lágrimas com brandura umedecessem os meus olhos.
         E ai percebo como se mãos invisíveis mudasse o sentido do alvo de minha concentração, e daí em diante sinto que regresso imediatamente ao plano material, assim como uma discagem direta à distancia é interrompida por uma das partes que utiliza a comunicação.
       E então desperto inteiramente no corpo carnal com uma sensação de serenidade que vibrava no íntimo do meu ser, a se transmutar da mente para todo organismo físico.


    Por vários dias quando me lembrava da fulguração daquele sol espiritual sentia a sua irradiação de amor a me revigorar interiormente de energia saudável.


      Exortou Jesus: Pedi e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei e abrir-se-vos-á. Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á... Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai Celestial, o Espírito Santo àqueles que lho pedirem com fé! (Lucas 11. 9, 13)

(*) Qual o caráter geral da prece?

     A prece é um ato de adoração. Orar a Deus é pensar Nele; é aproximar-se Dele; é pôr-se em comunicação com Ele. A três coisas podemos propor por meio da prece: louvar, pedir, agradecer. 

        Aquele que ora com fervor e confiança se faz mais forte contra as tentações do mal, e Deus lhe envia bons Espíritos para assisti-lo. Este é um socorro que jamais a Providencia Divina lhe recusa, quando pedido com sinceridade. (*) Questão 659, 660  “O Livro dos Espíritos, Allan Kardec”)

                    
Alem do Plano Carnal 
Abrahão Ribeiro
Voz Q Clama
Intensivo Difusão Espiritualidade Evangélica – I D E
    Voz do Espírito





Nenhum comentário:

Postar um comentário