sexta-feira, 9 de março de 2012

COMPROVANDO A IMORTALIDADE DA ALMA - Além do Plano Carnal





    Década de 70 - Sempre conversávamos sobre religião porque nos entendíamos muito bem. Ela era minha tia, assim a considerava, porque era a orientadora nas escolas bíblicas dominicais da Igreja que frequentávamos. E eu ficava ouvindo silenciosamente os seus anseios da fé, e ela pacientemente assimilando as minhas interpretações contrárias aos dogmas de nossa Igreja evangélica.
   - Quer dizer, Abrahão, que morrer não é assim tão assustador, pois tenho receio quando chegar o momento de passar para o outro plano da vida (desabafou minha tia A). Nota: Evito mencionar o seu nome para não entrar em conflito sentimental com seus familiares ainda cativos aos sistemas religiosos.
  - Respondi: Sim, tia, na verdade só falece o corpo orgânico; o ser espírito desenfaixa das células carnais assumindo um estado consciencial de existência espiritual nas dimensões extrafísicas do astral, e sem perder a sua individualidade própria. (meditar sobre a orientação de Jesus em Lucas 16. 19 a 31, parábola do rico e Lázaro,  que explana em seus ensinamentos a continuidade da vida consciencial em outras dimensões existenciais do universo espiritual, após a morte carnal do ser na crosta do planeta Terra).
   - Como você aprendeu isso? (Interpelou minha tia A). Pois os Teólogos da nossa Igreja dizem que a alma fica dormindo indefinidamente, e que só despertará nos finais dos tempos, quando se der a segunda vinda de Jesus à Terra.
  - Contestei: Tia, finais dos tempos quer dizer finais de ciclos. São transições que demarcam finalizações de determinada era para inicio de outra era, e que reúne os valores humanos rumo à perfeição em todos os seguimentos sociais, morais e intelectuais; exemplos: finais dos tempos das cavernas, finais dos tempos bárbaros, finais dos tempos pagãos, finais dos tempos imperiais, finais dos tempos medievais, finais dos tempos coloniais, finais dos tempos de escravidão, finais dos tempos de provações, finais dos tempos materialistas...  
     E só dorme no tempo e espaço dessas mudanças aqueles que vagueiam às margens (não cumprem) os objetivos divinos da Criação, retardando a sua integração com Pai Criador, no macro superior da casa celeste.
    - Questionou minha tia A: Mas você acredita em renascimentos do ser na existência material, como seja, em reencarnação da alma!!! Sendo assim a vida nunca vai interromper? 
    - Esclareci: A vida jamais cessa; a vida é energia divina; e o que é divino é patrimônio de Deus, e Deus é eterno. Os renascimentos do ser (espírito) na matéria orgânica (água) como ensinou Jesus a Nicodemos, ou seja: a reencarnação é um plano de trabalho e educação que o Criador utiliza para despertar a consciência no bem, no amor e no progresso espiritual daqueles que são chamados de novo a participarem da glorificação da vida, atendendo assim os objetivos divinos da Criação eterna.
     As provações em determinado período da existência tem seu elo de conexão com o modo de viver da criatura com raízes em vidas passadas em outros ciclos existenciais, reflexos que jazem adormecidos na subconsciência do ser e que é mister aperfeiçoar para o infinito. Assim também como os bons talentos já incorporados na consciência ressurgem na personalidade em forma de vocação, virtude, e dons.
   O tempo passa anos 80. Certo dia, minha tia A, é surpreendida por uma enfermidade crônica que mina suas forças físicas em vários anos, levando-a fatalmente a falecimento orgânico no plano carnal. Transcorrem-se vários dias depois do trespasse da Alma de minha tia A, para o além.
      Estava em minha residência fazendo o meu descanso numa determinada noite e, desperto meio consciente fora do corpo físico, quando pela frequência mental recebo a visita espiritual benéfica de um Ser de luz que me intuiu, mentalmente: queres ter uma visualização com tua tia A? - Surpreendo-me e concordo: sim.
   E então esse ser espiritual me toma pela mão direita em meu corpo astral, sinto que ele me transmite uma lucidez mental nítida e minha faculdade vibratória se amplia no desdobramento, saímos mentalmente através da projeção mental arrebatados transpondo a janela do quarto (no plano do espírito a matéria não causa obstáculos); alcançamos os espaços; noto que estou sempre subindo quando chegamos a uma paragem cercada de flores, árvores, onde se destacava um grande educandário. Adentramos nesse plano onde existiam várias passagens que conduziam a um ponto central; chegamos num ambiente onde encontro a alma de minha tia A que me recebe sorridente, e me diz com firmeza pronunciando com clareza o meu nome: 
Abrahão! A vida espiritual é do jeito que você me ensinava na Terra, lembra?
  Eu estava perfeitamente consciente naquela dimensão astral fora do corpo físico, e tinha percepção real que o meu corpo orgânico repousava em minha casa, e ali naquele plano etéreo, eu mantinha um contato espiritual com a aquela que na vida física fora minha tia A, e agora no plano do espírito era simplesmente uma irmã em Deus – fonte universal da vida celeste. E que, naquele momento em transe, e em espírito, se encontrava perfeitamente lúcida reconhecendo a espiritualidade que eu havia semeado em sua mente durante a experiência da existência carnal, recentemente extinta.
     Sinto uma leve vibração de paz e bem estar na dimensão astral, quando sou sugado rapidamente de volta ao corpo físico e desperto integralmente ouvindo perfeitamente a sua voz que repetia, convicta: "a vida espiritual é do jeito que tu me ensinava, na Terra".
 Não comento com ninguém aquela visão espiritual. No entanto, uma das suas filhas que sentira muito o seu falecimento, também tivera nessa mesma semana um sonho lúcido com a mãe saudosa, e após os relatos com os familiares, a concordância das imagens etéreas do plano espiritual eram idênticas daquela dimensão onde eu visualizara a minha tia A, em refazimento das forças espirituais.
  Conscientização: criaturas de boa fé que passaram por provações no planeta e suportaram essas provações com fé construtiva no Poder Criador de Deus, quando falecem no campo físico suas consciências são amparadas no extrafísico pelas invisíveis potestades celestiais (Anjos). E são encaminhadas aos reajustamentos necessários de despertamento na vida astral, até que suas consciências se integrem nas harmonias da vida superior nos Céus (conforme ensinamento de Jesus relatado no evangelho de Lucas 16. 19 a 31, onde esclarece que a Alma do mendigo, depois de finalizada a existência física, fora levada pelos Anjos ao seio de Abraão. Nota: seio de Abraão é uma cidade espiritual nas dimensões extrafísicas do astral, tal qual Nosso Lar das narrações espíritas, psicografia Francisco Candido Xavier, espírito André Luiz).
     Somente estacionam no tempo desviando-se do raio para a grandeza celeste, aqueles que não se ajustaram dentro dos ideais divinos da Criação, porque se afastaram do bem.
     E que deturpam os seus sentidos em atividades inúteis, bloqueando as percepções da consciência para a Luz  da Vida Superior, e que terminam sucumbindo no emaranhado de trevas no raciocínio e no sentimento. 

         Nota: Narração do Cristo sobre o ensinamento da morte do Rico e de Lázaro (mendigo), e a sua interação na existência além-túmulo, no link http://vozqclamabr.blogspot.com.br/2013/11/interacao-espiritual-ceus.html


Além do Plano Carnal  
 Abrahão Ribeiro

Voz Q Clama
Intensivo Difusão Espiritualidade Evangélica – I D E
    Voz do Espírito




2 comentários:

  1. As coisas que perguntei com fé ao Criador da Vida, tais como: moral evangélica, imortalidade da alma, reencarnação, vida interplanetária, dimensões e planos espirituais onde a alma continua sua ascensão para o reino divino... Alcancei não somente as respostas. Mas, a conscientização desses questionamentos através de seus Agentes espirituais.

    Estas são anotações com assuntos transcendentes, que trata das coisas relacionadas às sensações íntimas do ser; vibrações sutis do plano oculto da consciência; as imagens irradiantes da alma.

    Muitas pessoas já sentiram essas experiências de ficarem despertos muito além do tempo propriamente físico em que se expressam os cinco sentidos da existência carnal. É importante analisar a fim de compreender com mais perceptibilidade o desdobramento e relatos desses mistérios analisados, à luz da espiritualidade cristã.

    O objetivo destas narrações é orientar as pessoas interessadas a reflexionar e desenvolver as percepções de sua natureza interior: o “eu espiritual”.

    Caro Leitor. Não me restringirei apenas a descrever as minhas experiências além do plano carnal. É útil intercalar nestas narrações as sugestões que foram sugeridas ao meu inconsciente, por inspiração através da força mental, a fim de que eu tomasse uma posição pró-ativa de me auto-educar no conhecimento e discernimento espiritual.

    Matéria: é o componente energético que compõem os Mundos;

    Alma: centelha inteligente que povoam esses Mundos;

    Deus: espírito celestial que cria, move e sustenta todos os planos da criação universal;

    Jesus: Verbo Divino que organiza e desenvolve, por ordem de Deus, toda criação física e espiritual em nosso sistema planetário.


    NARRAÇÕES - Além do Plano Carnal
    VOZQCLAMABR

    ResponderExcluir
  2. Olá, mais uma vez, Abrahão Ribeiro.
    Vim até aqui para ler na íntegra o texto, pois me despertou a curiosidade.
    Gostei muito, e copiei o texto na íntegra para http://clege.blogspot.com/2011/09/viagem-astral-durante-os-sonhos-como.html.
    Espero um dia chegar a este nível de entendimento, e capacidade de me expressar, mas para isso ainda tenho algumas reencarnações pela frente.

    Obrigada Abrahão Ribeiro por comentar no meu querido blogzinho caseiro.

    Um abraço.

    O Mundo precisa de você.

    Um abraço.

    ResponderExcluir