domingo, 1 de maio de 2011

A REENCARNAÇÃO, Boa Nova Celestial


         
              
 Século V antes de Cristo:

           O profeta Malaquias, capítulo 3 versículos 1 a 2 - Bíblia sagrada, intuído pelo Espírito e antevendo o futuro revelou episódios referentes à época do Cristo: "eis que eu envio o meu mensageiro, que preparará o caminho diante do Messias... E, no capítulo 4 versículo 5, Malaquias esclarece: "eis que eu vos envio o profeta Elias, antes que venha o dia grande e extraordinário do Senhor".

           Jesus reafirma esta profecia relacionada ao retorno do espírito de Elias, na pessoa humana de João Batista, vide Mateus capítulo 11. 10 a 14 porque é este de quem está escrito: "eis que diante de tua face envio o meu mensageiro, que preparará diante de ti, o teu caminho... E se quereis dar crédito, é este o Elias que havia de vir.

      Isso se chama programação preexistencial, predestinação conforme descreve a epístola aos Romanos 8. 29 a 30: "aos que Deus conheceu anteriormente, também os predestinou"...

  Século I, início da era cristã:

          O anjo Gabriel em visão espiritual a Zacarias, no Templo, comunicou a gravidez de Isabel: tua mulher dará à luz um filho e lhe porás o nome de João... Porque será grande diante do Senhor, e estará nele o espírito e virtude do profeta Elias (Lucas 1.  5 a 24)

          Isso se chama renascimento, o espírito nascer de novo na existência material.

          Três décadas depois da anunciação do nascimento de João Batista pelo anjo Gabriel, Jesus confirma:

          João Batista é o maior de todos os profetas, e se quereis reconhecê-lo ele é o Elias que estava predestinado a voltar em uma nova missão...  (Mateus 11. 1 a 15  e  Mateus 17. 10 a 13)

          Isso se compreende reencarnação!    


          Nota: profeta ELIAS, líder espiritual do povo hebreu que vivera na região do oriente médio há 900 anos antes da era cristã, e que combatera com firmeza os desvios religiosos de seus contemporâneos, ao politeísmo desregrante (I Reis 18. 22/46).
             E por causa dos conflitos religiosos fora perseguido e executado no vale Jordão pelos Cavaleiros de Israel (II Reis 2. 12), esquadrão militar do rei Acabe/Acazias e que estava a serviço de Baal, divindade dos povos fenícios.
        No entanto, o seu espírito é amparado pelas potestades celestes e é trasladado num redemoinho de forças magnéticas para os planos espirituais da Vida extrafísica (II Reis 2. 11), onde intensifica o seu aprendizado para o porvir da evolução humana;
          retornando assim em espírito à existência física terrestre, na época do Cristo, e submetendo-se pela Providência Divina à reencarnação humana por meio de um novo nascimento (João 3. 1/12);
             vivenciando assim em outra geração a personalidade João Batista, e sendo a voz que convocava as multidões para uma nova era: o entendimento fraterno aos ideais da boa nova de Nosso Senhor – o Cristo divino e guia celeste das comunidades terráqueas.

Bíblias traduções: Sociedade Bíblica por João Ferreira de Almeida; e católica Pe. Antonio Pereira de Figueiredo;

Voz Q Clama
Intensivo Difusão Espiritualidade Evangélica – I D E
     Voz do Espírito





Nenhum comentário:

Postar um comentário